Veja 3 dicas essenciais para evitar o estresse gerado pela infiltração.

No contexto da construção civil existem algumas preocupações comuns a todas as obras. Um dos problemas que gera estresse é a infiltração. Não importa se o projeto é industrial, residencial ou comercial, alguns cuidados são necessários para garantir uma execução de sucesso. Se antecipar a uma possível adversidade pode ajudar a evitar frustrações, gastos e atrasos desnecessários.

Uma das etapas mais importantes na execução de qualquer projeto está relacionada à impermeabilização na construção. É fundamental proteger as estruturas da ação de agentes climáticos externos. Quer se aprofundar no tema?

Peça um orçamento para HMR!

.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

A infiltração é considerada um dos piores contratempos na área de construção. Pela dificuldade de ser identificada no começo, quando são vistas, geralmente estão em um estágio avançado e praticamente irreversível. Por isso, fique atento a validade dos materiais utilizados em uma obra a fim de garantir manutenção adequada no prazo correto.

O problema é causado pelo acúmulo de água que penetra nas fundações das edificações, se instalando nos ambientes internos e pode até comprometer a salubridade do espaço. Uma superfície com infiltração apresenta algumas características comuns.

 

  • Superfície úmida ou molhada;
  • Superfície com mofo ou manchas amareladas;
  • Superfície esfarelada ou com revestimentos soltos.

 

Para vedar as fendas nos materiais porosos e sanar o problema da infiltração é preciso investir no tipo de impermeabilização adequada para cada caso.

 

INVESTIGANDO A FUNDO

Apesar de se mostrarem discretas no início, uma análise cuidadosa torna possível inferir a causa de cada infiltração. É importante realizar esta apuração a fim de compreender qual a solução adequada para o problema.

 

Infiltração no pé das paredes, junto ao chão:

A umidade tem origem no solo. Dependendo das condições do terreno ou no caso de uma impermeabilização ineficaz nas fundações da construção, é provável que a água seja absorvida por capilaridade nas alvenarias.

Infiltração no meio das paredes:

Este tipo de infiltração acontece quando a construção foi realizada adjacente a um barranco ou quando há falha na vedação das janelas. Deste modo, a água das chuvas escoa pelos pequenos vãos que encontra no caminho – gerando umidade nas paredes.

Em relação às paredes de ambientes como banheiro ou cozinha, pode estar relacionada a um problema de vazamento hidráulico.

Infiltração nas janelas:

O problema aparece quando a impermeabilização das esquadrias está comprometida ou quando a instalação da pingadeira (superfície usada para escoamento da água) foi realizada de maneira incorreta.

Infiltração no teto ou na laje:

É fácil de notar os sinais de infiltração no teto: manchas pretas, tinta ou massa corrida descascando, mofo e goteiras. O problema, neste caso, é diagnosticar de qual rachadura ou vão por onde a umidade está se espalhando.

Se a construção for protegida por um telhado, talvez o problema esteja em alguma telha defeituosa – mas também existe a possibilidade de estar relacionado a algum problema na caixa d’água ou no encanamento.

No caso da laje sem telhado, a infiltração pode acontecer por má impermeabilização ou alguma rachadura. Outro fator que pode intensificar o problema é a formação de poças d’água na superfície da laje. Por isso, em construções como esta, a melhor estratégia é pensar em um sistema de escoamento.

 

COMO EVITAR?

Muito melhor do que precisar tomar medidas para solucionar um caso de infiltração, é se antecipar para evitar o problema. Veja 3 dicas que a HMR Engenharia separou para te ajudar a se livrar dessa dor de cabeça:

1) Faça um bom planejamento antes da execução do projeto.

Seja uma construção, revitalização ou reforma, é imprescindível se precaver para impossibilitar o surgimento dos focos de umidade. Na maioria dos casos, as diversas patologias da infiltração nascem como consequência de uma vedação inadequada ou da falta de proteção da estrutura.

Em relação ao uso e exposição de água, é importante analisar com afinco alguns espaços e materiais específicos. Desta forma é possível evitar problemas futuros com mofo, vazamentos e umidade.

2) Invista em produtos de qualidade e técnicas adequadas de impermeabilização.

O mercado oferece uma gama muito diversa de produtos e materiais isolantes para a construção. Impermeabilizantes, argamassas especiais de alta aderência e secagem rápida, tintas antimofo, borrachas para vedação de cerâmica, manta asfáltica, emulsão acrílica, calafetador, entre outros.

Encare este custo como um investimento que terá seu valor percebido a longo prazo.

3) Tome alguns cuidados básicos e necessários.

Fique atento ao realizar instalações de móveis ou eletrodomésticos. O uso de furadeiras pode perfurar um cano e gerar vazamentos. Se a parede já apresenta sinais de mofo, é importante lavá-la com água sanitária. Outra dica bacana é colocar um pote de vidro com um punhado de sal em áreas fechadas – como armários, por exemplo.

De qualquer maneira, conte sempre com a ajuda e o suporte de um profissional capacitado para aplicar produtos impermeabilizantes. Estas pessoas já possuem experiência e saberão quais são as melhores estratégias, produtos e técnicas para evitar os problemas causados pela infiltração.

 

A HMR Engenharia possui sólida experiência para executar obras adequadas às Normas Técnicas de Regulamentação em projetos de impermeabilização. Somos especialistas em entregar soluções integradas para concretizar o seu negócio! Entre em contato conosco e solicite um orçamento.